Antônio Vitor
Antônio Vitor

Foi sensata a decisão do ministro Emmanoel  Pereira, vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), de homologar o acordo que prevê desconto da contribuição sindical entre a Empresa de Serviços Hospitalares – Ebserh e entidades do serviço público. A posição tomada pelo ministro mostra que está correta a orientação dada pela Fetiasp (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado de São Paulo) e pela Força Sindical aos sindicatos que o desconto deve ser aprovado em assembleia, com notificação aos empregadores.

A decisão tomada em assembleia é democrática e precedida de amplo debate sobre o tema. Na assembleia, dirigentes e trabalhadores têm oportunidade de discutir o papel dos sindicatos e a importância das negociações coletivas e da sindicalização para os trabalhadores.

Constatamos, aliviados, que os representantes da Justiça do Trabalho, respeitam a atuação o dos sindicatos para fazer acordos das convenções coletivas.

Isso é para os trabalhadores, empregadores e para o Brasil.


Antonio Vítor,
Presidente da Fetiasp (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado de São Paulo)




 

Foi sensata a decisão do ministro Emmanoel  Pereira, vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), de homologar o acordo que prevê desconto da contribuição sindical entre a Empresa de Serviços Hospitalares – Ebserh e entidades do serviço público. A posição tomada pelo ministro mostra que está correta a orientação dada pela Fetiasp (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado de São Paulo) e pela Força Sindical aos sindicatos que o desconto deve ser aprovado em assembleia, com notificação aos empregadores.

A decisão tomada em assembleia é democrática e precedida de amplo debate sobre o tema. Na assembleia, dirigentes e trabalhadores têm oportunidade de discutir o papel dos sindicatos e a importância das negociações coletivas e da sindicalização para os trabalhadores.

Constatamos, aliviados, que os representantes da Justiça do Trabalho, respeitam a atuação o dos sindicatos para fazer acordos das convenções coletivas.

Isso é para os trabalhadores, empregadores e para o Brasil.


Antonio Vítor,
Presidente da Fetiasp (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado de São Paulo)