A contribuição sindical deverá ser descontada no mês de março de 2018, na importância correspondente à remuneração de um dia de trabalho
Comerciários de Porto AlegreCrédito: Sindicato

As alterações na contribuição sindical foram colocadas em debate pelos comerciários de Porto Alegre na noite desta quinta-feira (8). Com o auditório da sede lotado, a categoria aprovou, em Assembleia Geral Extraordinária, a concessão de autorização coletiva e o desconto em folha da Contribuição Sindical.

Os trabalhos foram conduzidos pelo presidente do Sindec-POA, Nilton Neco, iniciando após a segunda chamada, marcada para às 19h30, conforme edital de convocação, que foi lido pelo secretário-geral, Clàudio Janta. Em sua manifestação, Neco reforçou a importância de todas as ações empreendidas pelo sindicato e a necessidade de manter a entidade fortalecida para a garantia dos direitos conquistados por todos os trabalhadores e seguir na luta por avanços.

A contribuição sindical deverá ser descontada no mês de março de 2018, na importância correspondente à remuneração de um dia de trabalho, nos termos dos artigos 578, 579, 580 e 582 da nova Consolidação das Leis do Trabalho. As alterações sobre o procedimento de desconto, que deve ser autorizado ou não, de forma coletiva, prévia e expressa pelos trabalhadores, foram estabelecidas a partir da Reforma Trabalhista, sancionada no ano passado.

“O grande argumento usado era que a Reforma Trabalhista geraria novos empregos, mas o que a gente viu foi o desemprego seguir aumentando, assim como a precariedade no local de trabalho e a informalidade. É essa realidade que estamos vivendo no nosso país, mesmo com essa reforma, que não veio para melhorar a vida do trabalhador e sim piorar" avaliou Neco.

Também compuseram a mesa os diretores Américo Cordeiro, Clàudio Janta, a advogada Carmen Pinto e o presidente em exercício da Fetracos-RS Dionísio Mazui.

Comerciários de Porto AlegreCrédito: Sindicato

As alterações na contribuição sindical foram colocadas em debate pelos comerciários de Porto Alegre na noite desta quinta-feira (8). Com o auditório da sede lotado, a categoria aprovou, em Assembleia Geral Extraordinária, a concessão de autorização coletiva e o desconto em folha da Contribuição Sindical.

Os trabalhos foram conduzidos pelo presidente do Sindec-POA, Nilton Neco, iniciando após a segunda chamada, marcada para às 19h30, conforme edital de convocação, que foi lido pelo secretário-geral, Clàudio Janta. Em sua manifestação, Neco reforçou a importância de todas as ações empreendidas pelo sindicato e a necessidade de manter a entidade fortalecida para a garantia dos direitos conquistados por todos os trabalhadores e seguir na luta por avanços.

A contribuição sindical deverá ser descontada no mês de março de 2018, na importância correspondente à remuneração de um dia de trabalho, nos termos dos artigos 578, 579, 580 e 582 da nova Consolidação das Leis do Trabalho. As alterações sobre o procedimento de desconto, que deve ser autorizado ou não, de forma coletiva, prévia e expressa pelos trabalhadores, foram estabelecidas a partir da Reforma Trabalhista, sancionada no ano passado.

“O grande argumento usado era que a Reforma Trabalhista geraria novos empregos, mas o que a gente viu foi o desemprego seguir aumentando, assim como a precariedade no local de trabalho e a informalidade. É essa realidade que estamos vivendo no nosso país, mesmo com essa reforma, que não veio para melhorar a vida do trabalhador e sim piorar" avaliou Neco.

Também compuseram a mesa os diretores Américo Cordeiro, Clàudio Janta, a advogada Carmen Pinto e o presidente em exercício da Fetracos-RS Dionísio Mazui.