Nesta sexta-feira, 10, a partir das 5h, o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região vai estar na porta de fábricas dos 12 municípios de sua base para orientar e mobilizar os trabalhadores contra a aplicação da reforma trabalhista, que entra em vigor no dia seguinte.
Metalúrgicos de Osasco e região preparam manifestações para esta sexta-feiraCrédito: Divulgação

Haverá manifestações em empresas como Belgo, Meritor, Cinpal, Alvenius, Metalsa, DPaula, entre outras. Elas fazem parte do Dia Nacional de Luta e Defesa de Direitos, organizado pelo movimento Brasil Metalúrgico, que, além da categoria, também reúne trabalhadores de setores como comércio, bancos, serviços, energia, transportes, entre outros.

O movimento tem o apoio das centrais sindicais, que irão reunir os trabalhadores para um grande protesto pelas ruas e avenidas de São Paulo. A concentração começa às 9h30, na Praça da Sé, no centro.

A pauta dos protestos inclui os seguintes pontos: contra a reforma trabalhista e da Previdência, pelo fim da terceirização, contra as privatizações, contra a desnacionalização da indústria, em defesa dos aposentados, do patrimônio nacional e da luta dos servidores públicos.
 

Metalúrgicos de Osasco e região preparam manifestações para esta sexta-feiraCrédito: Divulgação

Haverá manifestações em empresas como Belgo, Meritor, Cinpal, Alvenius, Metalsa, DPaula, entre outras. Elas fazem parte do Dia Nacional de Luta e Defesa de Direitos, organizado pelo movimento Brasil Metalúrgico, que, além da categoria, também reúne trabalhadores de setores como comércio, bancos, serviços, energia, transportes, entre outros.

O movimento tem o apoio das centrais sindicais, que irão reunir os trabalhadores para um grande protesto pelas ruas e avenidas de São Paulo. A concentração começa às 9h30, na Praça da Sé, no centro.

A pauta dos protestos inclui os seguintes pontos: contra a reforma trabalhista e da Previdência, pelo fim da terceirização, contra as privatizações, contra a desnacionalização da indústria, em defesa dos aposentados, do patrimônio nacional e da luta dos servidores públicos.