Trabalhadores precisam ter maior conhecimento da reforma proposta pelo Governo FederalCrédito: Cesar Moraes
Sindicato vai intensificar a defesa dos interesses da categoria metalúrgica

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, Valcir Ascari, reforça a ideia de que o projeto governamental poderá enfraquecer direitos trabalhistas históricos

O Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí (SINMGRA) defende que os trabalhadores tenham mais informações a respeito do projeto do Governo Federal para alterar a legislação trabalhista vigente no país. O presidente da entidade sindical, Valcir Ascari, lembra que os verdadeiros interessados na questão precisam ter um conhecimento maior sobre o que isso poderá impactar em seu futuro profissional.

- Cada vez mais o cidadão enfrenta dificuldades crescentes na hora de buscar um emprego. Temos, hoje, quase 13 milhões de desempregados no Brasil e isso não é fruto apenas da crise econômica. A automação industrial também colabora para que isso ocorra e o sindicato está muito preocupado com este processo. Há algum tempo já conversamos com os trabalhadores para que eles saibam o que pode vir pela frente e buscarem se qualificar para estarem preparados para eventuais prejuízos que a nova legislação defendida pelo governo possa lhes trazer - pondera Valcir Ascari.

Para o presidente do SINMGRA, a criação de um grupo de trabalho formado pelas centrais sindicais que auxilie o Ministério do Trabalho a discutir pontos do projeto é uma boa alternativa, mas a base dos trabalhadores necessita ser ouvida de maneira mais ampla.

- Ainda assim, esta abertura para o diálogo é positiva. As federações e confederações precisam ser ouvidas como entidades de negociação emvolvendo questões relacionadas aos trabalhadores - ressalta Ascari.

Valcir Ascari enfatiza, também, que o movimento sindical precisa se fortalecer cada vez mais para poder defender os direitos históricos dos trabalhadores, muitos deles ameaçados pelo que o governo federal está propondo.

Sobre algumas citações do ministro Ronaldo Nogueira a respeito da regulamentação da unidade sindical e maior fiscalização do uso dos recursos dos sindicatos, além da cobrança de mais engajamento das entidades na formação das categorias representadas, Ascari diz que o Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí é um dos mais atuantes do país na defesa dos interesses dos trabalhadores representados e vai intensificar esta atuação daqui para frente, visto que poderá ser o único meio para garantir a empregabilidade de milhares de pessoas no município.
 

Trabalhadores precisam ter maior conhecimento da reforma proposta pelo Governo FederalCrédito: Cesar Moraes
Sindicato vai intensificar a defesa dos interesses da categoria metalúrgica

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, Valcir Ascari, reforça a ideia de que o projeto governamental poderá enfraquecer direitos trabalhistas históricos

O Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí (SINMGRA) defende que os trabalhadores tenham mais informações a respeito do projeto do Governo Federal para alterar a legislação trabalhista vigente no país. O presidente da entidade sindical, Valcir Ascari, lembra que os verdadeiros interessados na questão precisam ter um conhecimento maior sobre o que isso poderá impactar em seu futuro profissional.

- Cada vez mais o cidadão enfrenta dificuldades crescentes na hora de buscar um emprego. Temos, hoje, quase 13 milhões de desempregados no Brasil e isso não é fruto apenas da crise econômica. A automação industrial também colabora para que isso ocorra e o sindicato está muito preocupado com este processo. Há algum tempo já conversamos com os trabalhadores para que eles saibam o que pode vir pela frente e buscarem se qualificar para estarem preparados para eventuais prejuízos que a nova legislação defendida pelo governo possa lhes trazer - pondera Valcir Ascari.

Para o presidente do SINMGRA, a criação de um grupo de trabalho formado pelas centrais sindicais que auxilie o Ministério do Trabalho a discutir pontos do projeto é uma boa alternativa, mas a base dos trabalhadores necessita ser ouvida de maneira mais ampla.

- Ainda assim, esta abertura para o diálogo é positiva. As federações e confederações precisam ser ouvidas como entidades de negociação emvolvendo questões relacionadas aos trabalhadores - ressalta Ascari.

Valcir Ascari enfatiza, também, que o movimento sindical precisa se fortalecer cada vez mais para poder defender os direitos históricos dos trabalhadores, muitos deles ameaçados pelo que o governo federal está propondo.

Sobre algumas citações do ministro Ronaldo Nogueira a respeito da regulamentação da unidade sindical e maior fiscalização do uso dos recursos dos sindicatos, além da cobrança de mais engajamento das entidades na formação das categorias representadas, Ascari diz que o Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí é um dos mais atuantes do país na defesa dos interesses dos trabalhadores representados e vai intensificar esta atuação daqui para frente, visto que poderá ser o único meio para garantir a empregabilidade de milhares de pessoas no município.