artigo / opinião
secretarias
Portadores de Deficiência
qui, 28 de ago/2014
jornal da força
Edição nº 93 ter, 12 de ago/2014
agenda

AGO/2014

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
01
02
03
0405
06
07
08
09
10
1112131415
16
17
18
19
20
21
22
23
24
2526
27
282930
31
 
 
 
 
 
 
Notícias da Força
Compartilhe esta notícia com seus contatos das Redes Sociais
ter, 03 de mai/2011
FONTE: Assessorias de Imprensa do Sintracomos-sp e da Força Sindical

São Paulo (SP): Reajuste dos trabalhadores da construção civil é de 9, 75%

Aumento real é de 3, 4%

Os 370 mil trabalhadores da indústria da construção civil de São Paulo conquistaram reajuste de 9,75% (aumento real de 3,4%), o maior obtido até agora, segundo o presidente do sindicato da categoria, Antonio de Sousa Ramalho. Na opinião do sindicalista, este resultado pode servir de referência para outras categorias que vão negociar a Convenção Coletiva ao longo de 2011.

Com data-base em 1º de Maio, desta vez, o sindicato não precisou recorrer à greve para fechar o acordo da Convenção Coletiva.

Com o setor em pleno emprego, a negociação foi mais rápida neste ano. Os trabalhadores conseguiram ainda outras conquistas significativas, como a cesta básica de R$ 140, que significa aumento de 42,86% será paga via cartão magnético. “O trabalhador poderá comprar os alimentos que quiser”diz Ramalho.

O vale-refeição passou de R$ 12,50 para R$ 13,80, o que representa aumento de 10, 4% e o seguro de vida em grupo passou de R$ 30 mil para R$ 35 mil.

Os pisos salariais ficaram assim:

Montagem industrial – R$ 1.328,80 por mês ou R$ 6,04 por hora (para 220 horas mensais);

Profissionais qualificados - R$ 1.086,80 por mês ou R$ 4,94 por hora (220 horas mensais);

Profissionais não qualificados - R$ 910,80 mensais ou R$ 4,14 por hora (220 horas mensais).

Todas as cláusulas sociais da Convenção Coletiva de Trabalho anterior ficaram mantidas, tais como o café da manhã (dois pães com queijo, um pingado e uma fruta da época) e o lanche da tarde (um copo de leite, café ou suco ou isotônico e um pão francês com margarina).

Inserção da mulher

Foi acordado entre as partes a adoção de fórmulas de estímulo à integração das mulheres no universo de trabalho do setor da Construção Civil, bem como a efetivação de mecanismos de favorecimento à inclusão social nos canteiros de obras.

 

download de arquivos relacionados
1 comentários
faça seu comentário
600
Gisele Alves Ferreira
qui, 05 de abr/2012 21:18
Muito bem adorei que falem das mulheres no canteiro de óbras eu sou pedreira e tenho muito orgulho da minha profisao. continuem assim um abraço.
20
4
conteúdo relacionado
áudios
qui, 24 de jul/2014

palavra do presidente
Miguel Torres, presidente da Força Sindical
cultura
filmes relacionados ao mundo do trabalho

Dica de filme - O Encouraçado Potemkim

Em 2015 o filme “O Encouraçado Potemkin” completa 90 anos e continua atual, sendo assistido com proveito pelos trabalhadores. Leia mais ...
imagens
charges

Rua Rocha Pombo, 94
Liberdade / SP - Brasil
CEP 01525-010

pabx
55 11 3348.9000

força mail

Para receber novidades, cadastre-se aqui: