artigo / opinião
secretarias
Assuntos Agrários
seg, 21 de jul/2014
jornal da força
Edição nº 92 seg, 23 de jun/2014
agenda

JUL/2014

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
010203
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
1415161718
19
20
21222324
25
26
27
2829
30
31
 
 
Notícias da Imprensa
Compartilhe esta notícia com seus contatos das Redes Sociais
sex, 23 de dez/2011
FONTE: Jornal Agora

Brasília (DF): Aposentadorias vão ter aumento de 6,3%

Os aposentados e os pensionistas do INSS que ganham mais do que um salário mínimo (R$ 545) receberão aumento de 6,3% a partir de janeiro do ano que vem. Esse índice, previsto no Orçamento de 2012, considera somente a estimativa de inflação para este ano. Até o final do ano, pode ocorrer uma pequena atualização da inflação e esse índice mudar.

 
Após longas negociações até a meia-noite de ontem, o relatório final do Orçamento 2012 foi aprovado na Comissão Mista de Orçamento e no plenário do Congresso.

O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), que está a frente do movimento dos aposentados no Congresso, tentou bloquear a votação para que os aposentados recebessem um aumento acima da inflação. No entanto, por volta das 23h de ontem, o deputado aceitou um acordo com a base aliada do governo e o Orçamento pôde ser votado no plenário.

 
Em troca da votação do Orçamento, segundo Paulinho, a presidente Dilma Rousseff irá responder a cartas de reivindicações de aposentados enviadas há três meses.

Além disso, o deputado pediu a ajuda dos parlamentares para pressionar o governo a negociar uma política de reajuste acima da inflação a partir de janeiro de 2012, conforme acordado com a base do governo. Porém, essa negociação não foi incluída no texto do Orçamento.


O senador Paulo Paim (PT-RS) confirmou o apoio da Cobap (Confederação dos Aposentados e Pensionistas do Brasil) sobre o acordo para votação do Orçamento.

Com o índice, o valor do teto do INSS (benefício máximo pago pela Previdência) passará de R$ 3.69174 para R$ 3.924,32 (aumento de R$ 232,58). Dilma ainda tem de aprovar o orçamento.

Mudança

Se esse índice for alterado ao longo de 2012, após negociações do governo com as centrais, a Previdência Social terá que pagar a diferença de forma retroativa desde 1º de janeiro do ano que vem.
Isso ocorreu em 2010, quando o Congresso Nacional aprovou um reajuste maior do que concedido pelo presidente Lula. Neste ano, os aposentados que ganham mais que o mínimo receberam somente a inflação, como é previsto em lei.
(Luciano Bottini Filho, enviado especial)

“Iríamos ser derrotados”, diz sindicalista

A cerca de 30 minutos antes do encerramento da última sessão do Congresso, os aposentados decidiram entrar em acordo com os parlamentares. “Nós percebemos que quando o Orçamento fosse votado em fevereiro iríamos ser derrotados. Preferimos ficar com o apoio do Congresso!, disse João Inocentini, presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados da Força Sindical.


“Os parlamentares se comprometeram a ajudar na negociação com o governo a partir de janeiro de 2012 para dar um aumento maior”, afirmou o sindicalista.

download de arquivos relacionados
nenhum comentário enviado
faça seu comentário
600
conteúdo relacionado
áudios
qui, 17 de out/2013

palavra do presidente
Miguel Torres, presidente da Força Sindical
cultura
filmes relacionados ao mundo do trabalho

Dica de filme: João Saldanha uma Vida em Jogo

Quando o futebol é pautado pela sociedade, como em época de Copa do Mundo, invariavelmente memórias de futebolistas são resgatadas. Leia mais ...
imagens
2014-07-15 00:00:00
charges

Rua Rocha Pombo, 94
Liberdade / SP - Brasil
CEP 01525-010

pabx
55 11 3348.9000

força mail

Para receber novidades, cadastre-se aqui: