artigo / opinião
secretarias
jornal da força
Edição nº 94 sex, 03 de out/2014
agenda

OUT/2014

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
01
02
03
04
05
06
070809
10
11
12
131415161718
19
20
21
22
23
24
25
2627282930
31
 
Notícias da Força
Compartilhe esta notícia com seus contatos das Redes Sociais
qui, 12 de abr/2012
FONTE: Assessoria Imprensa do Sintepav-BA

Salvador (BA): Trabalhadores da Construção Pesada deflagram Greve Geral

A greve geral da categoria atinge as principais obras do Estado, entre elas a Arena Fonte Nova, Via Expressa, Via Bahia, Polo Naval, Consórcio 093, Obras de Saneamento, Ferrovia, Metrô, Montagem Industrial, Obras de Terraplanagem, Saneamento Básico, entre outras.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada e Montagem Industrial da Bahia (SINTEPAV) entregou ao SINICON, desde janeiro de 2012, pauta de reivindicações da categoria para a data-base de 1º de março. Decorridos mais de 70 dias, e após quatro rodadas de negociações diretas, as partes não chegaram a um acordo. Como prova de maturidade e busca da negociação e, ainda, em face do comprometimento dos trabalhadores com o cronograma de importantes obras, o SINTEPAV propôs uma última rodada para o dia 10, buscando uma composição que evitasse o conflito. Lamentavelmente, não houve acordo e os trabalhadores definiram deflagrar greve por tempo indeterminado em todo o Estado.

Na Bahia, são mais de 30 mil trabalhadores da construção pesada distribuídos em 301 obras com mais de 300 empresas, com valor de investimentos globais próximo dos 20 bilhões de reais. Entre as principais obras que estão paralisadas com a greve em todo o Estado, estão a Arena Fonte Nova, Via Expressa, Via Bahia, Polo Naval, Parques Eólicos, Ferrovia Oeste-Leste, Metrô, projetos de distribuição de água, entre outras.

A despeito de toda a riqueza gerada, a média salarial dos trabalhadores é pouco mais de R$ 1.000,00 reais, o que reflete o grau de empobrecimento dos trabalhadores da Bahia.

A categoria, que tem como data-base 1º de março, realizou o lançamento da Campanha Salarial 2012 em janeiro com uma Marcha em Salvador com o propósito de informar à sociedade seus objetivos, considerando que as obras públicas têm um impacto na vida das pessoas e que são fundamentais na integração econômica da Bahia.

Economia – A Campanha Salarial 2012 ocorre no momento em que a recente conquista obtida pelo Brasil, a de tornar-se a sexta economia mundial, coloca para a sociedade brasileira e o governo o desafio de traduzir a riqueza acumulada e com grande concentração nas mãos de poucos, em riqueza melhor distribuída, maior participação dos rendimentos do trabalho no PIB, desenvolvimento sustentável com valorização social do trabalho e mais investimento em educação.

Os trabalhadores entendem que a manutenção da taxa pública de investimentos com maior formalidade do emprego e com aumento da renda dos trabalhadores ajuda o ciclo do crescimento que, junto com outras políticas econômicas, protege melhor o país da crise do capital financeiro que abateu os EUA e a Europa.



O crescimento positivo do PIB brasileiro é forte indicador da riqueza gerada pelos setores econômicos. Entre estes setores, a Construção tem se destacado pelo aumento gradativo da sua participação na riqueza nacional e pelo faturamento da cadeia produtiva, que só em 2010 movimentou cerca de 240 bilhões, e em 2011 fechará próximo deste valor.

 Essa riqueza tem a marca das mãos dos trabalhadores da construção, cujo trabalho deve ser valorizado social e economicamente, fazendo a riqueza gerada retornar em forma de melhores salários.

Nesta condição, o SINTEPAV realiza sua campanha salarial entendendo que não há espaços para regressão de direitos. Os trabalhadores com sua pauta querem negociações de caráter distributivo da riqueza gerada, proteção social ao trabalho, meio ambiente do trabalho com segurança, assistência médica suplementar, maiores salários e um pacote de benefícios sociais que resultem em maior dignidade humana no trabalho. Queremos uma negociação justa !

A próxima assembleia será realizada na sexta-feira (13), na Praça do Fórum Ruy Barbosa no Campo da Pólvora em Nazaré, a partir das 08h.
            
Confira as Principais Reivindicações
 
Reajuste de 13%
40 horas semanais, com trabalho de Segunda a Sexta-Feira.
Saúde e Segurança do Trabalho
Pisos Salariais unificados nacionalmente
Horas Extras seg. a sexta a 70%, sábado a 100%, domingos e feriados a 110%
Plano de Saúde empregados e dependentes
Cesta básica de R$: 250,00
PLR
Ajuste da tabela salarial de funções
OLT- Organização nos Locais de Trabalho

download de arquivos relacionados
nenhum comentário enviado
faça seu comentário
600
conteúdo relacionado
áudios
qua, 15 de out/2014

palavra do presidente
Miguel Torres, presidente da Força Sindical
cultura
filmes relacionados ao mundo do trabalho

Dica de filme: Sindicato de Ladrões (On the Waterfront)

Sindicato dos Ladrões mostra a corrupção em uma organização sindical dos portuários estadunidenses, na década de 1950, e o processo de conscientização social do jovem Terry Malloy. Leia mais ...
imagens
2014-09-01 00:00:00
charges

Rua Rocha Pombo, 94
Liberdade / SP - Brasil
CEP 01525-010

pabx
55 11 3348.9000