artigo / opinião
secretarias
Direitos Humanos e Cidadania
qua, 17 de set/2014
Criança e Adolescente
qua, 17 de set/2014
Criança e Adolescente
ter, 16 de set/2014
jornal da força
Edição nº 93 ter, 12 de ago/2014
agenda

SET/2014

D
S
T
Q
Q
S
S
 
01
02
03
04
05
06
07
080910111213141516171819
20
21
22232425262728
29
30
 
 
 
 
Notícias da Imprensa
Compartilhe esta notícia com seus contatos das Redes Sociais
ter, 21 de ago/2012
FONTE: Informações do jornal O Estado de S.Paulo

Ipojuca (PE)e Rio (RJ): Abreu e Lima demite após 20 dias de greve

Trabalhadores dizem que foram demitidos por justa causa de obra de refinaria em Pernambuco

Divulgação

Doze dias depois do protesto que terminou com sete ônibus incendiados e equipamento destruídos, o Complexo Industrial de Suape voltou a viver momentos de tensão. Sem prévia notificação, centenas de trabalhadores da obra da Refinaria Abreu e Lima foram surpreendidos ontem no início do expediente, após 20 dias de greve, com a informação de que estavam demitidos por justa causa.

Em nota, o Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada-Infraestrutura (Sinicon) não fala nas demissões, mas evidencia que elas existiram no seguinte trecho: "Com relação às novas contratações, as mesmas ocorrerão de acordo com a necessidade de cada empresa". O Sinicon, representante dos 16 consórcios que atuam na obra da refinaria, limita-se a informar que "desconhece o número de 1.000 trabalhadores demitidos". A Petrobrás, que considera a Abreu e Lima fundamental para aumentar a produção de derivados, não comentou as demissões, sob a justificativa de que as explicações caberiam às empresas a seu serviço.

Ao longo do dia, a informação sobre a quantidade de operários demitidos variava entre 500 e 1.000. Segundo informações extraoficiais, as dispensas atingiram funcionários dos consórcios Conest e Ipojuca e das construtoras Alusa, Galvão, Barbosa e CMB, que atuam na refinaria e na petroquímica Suape.

Segundo o Estado apurou, os demitidos são suspeitos de participação nos protestos do dia 8. O reconhecimento teria sido feito por imagens das câmeras de segurança. Há 51 mil operários no complexo, dos quais 4 mil na refinaria e 7 mil na petroquímica.

Representante dos operários, o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem (Sintepav-PE) disse desconhecer as demissões. A entidade divulgou apenas que, se houver irregularidades, agirá para que os direitos sejam respeitados.

 

 

 

download de arquivos relacionados
nenhum comentário enviado
faça seu comentário
600
conteúdo relacionado
áudios
sex, 05 de set/2014

palavra do presidente
Miguel Torres, presidente da Força Sindical
qua, 17 de set/2014

Reforçar a unidade

cultura
filmes relacionados ao mundo do trabalho

Dica de filme: O Castelo

O homem edificou a sociedade por meio de mecanismos burocráticos. Viver é se perder entre títulos, nomenclaturas, símbolos, siglas, carimbos, legislações, normas, etc. Com isso, o ser humano afastou-se de si. Leia mais ...
imagens
2014-09-01 00:00:00
charges

Rua Rocha Pombo, 94
Liberdade / SP - Brasil
CEP 01525-010

pabx
55 11 3348.9000

força mail

Para receber novidades, cadastre-se aqui: