Neste encontro inédito pela sua amplitude e representatividade sindical presente, a igreja católica colocou em debate a doutrina social da Igreja e o papel do sindicalismo
Forca Sindical participou da Conferência Internacional de Organizações Sindicais no VaticanoCrédito: Arquivo secretaria

Durante este debate foram discutidos os aspetos relevantes que afetam a vida de todos os trabalhadores (as), tais como globalização, avanços tecnológicos, economia, meio ambiente,  cultura e solidariedade, no contexto crítico.

Será imprescindível a construção e implementação de um novo modelo que considere o trabalho como aspecto mais importante da vida da pessoa, para o verdadeiro  desenvolvimento Integral da pessoa humana, por trabalho decente e uma vida melhor e digna para todos.

O documento preparatório e os aportes no debate da Conferência são uma importante contribuição para a Luta, Ação, Diálogo Social, o Fortalecimento Sindical e a Solidariedade Mundial.

"Consideramos importante e concordamos com o diagnóstico exposto neste encontro, e estamos à disposição para continuar contribuindo  na defesa dos trabalhadores (as) e o desenvolvimento integral da pessoa humana", disse Jose Pereira dos Santos, secretário nacional de Formação Sindical da Central, e presidente da CSPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).


 

Forca Sindical participou da Conferência Internacional de Organizações Sindicais no VaticanoCrédito: Arquivo secretaria

Durante este debate foram discutidos os aspetos relevantes que afetam a vida de todos os trabalhadores (as), tais como globalização, avanços tecnológicos, economia, meio ambiente,  cultura e solidariedade, no contexto crítico.

Será imprescindível a construção e implementação de um novo modelo que considere o trabalho como aspecto mais importante da vida da pessoa, para o verdadeiro  desenvolvimento Integral da pessoa humana, por trabalho decente e uma vida melhor e digna para todos.

O documento preparatório e os aportes no debate da Conferência são uma importante contribuição para a Luta, Ação, Diálogo Social, o Fortalecimento Sindical e a Solidariedade Mundial.

"Consideramos importante e concordamos com o diagnóstico exposto neste encontro, e estamos à disposição para continuar contribuindo  na defesa dos trabalhadores (as) e o desenvolvimento integral da pessoa humana", disse Jose Pereira dos Santos, secretário nacional de Formação Sindical da Central, e presidente da CSPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).